quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Autor do Mês

Maria Alberta Menéres

  O autor do mês de novembro é Mª Alberta Menéres.

Biografia

Maria Alberta Menéres nasceu em 1930, em Vila Nova de Gaia e licenciou-se em Ciências Histórico-Filosóficas pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.
   Tem uma vasta obra poética, estando representada em várias antologias literárias nacionais e estrangeiras. Foi professora dos Ensinos Básico e Secundário nas disciplinas de Língua Portuguesa e História, de 1965 a 1973.
   É autora de inúmeros programas televisivos para crianças, tendo sido Diretora do Departamento de Programas Infantis e Juvenis da RTP de 1974 a 1986. A partir de 1973, tem dirigido vários Encontros (ao nível das Câmaras Municipais, Escolas Primárias, Preparatórias e Secundárias e Escolas Superiores de Educação, por todo o país) entre alunos, entre professores, entre professores e alunos simultaneamente – Encontros cujos temas são “O Ensino e a Poesia”, “Criatividade no Ensino” e “Leituras e Escritas”.
   Publicou mais de 69 livros para crianças (contos, poesia, BD, teatro e novela). Em 1986, recebeu o Grande Prémio Calouste Gulbenkian de Literatura para Crianças "pelo conjunto da sua obra literária e pela manutenção de um alto nível de qualidade".
   Pertenceu à Comissão de Classificação de Espectáculos Cinematográficos (Ministério da Comunicação Social), de 1974 a 1976. Pertenceu à mesma Comissão, também como membro da Comissão de Recurso, de 1976 a 1982, tendo continuado, de 1982 a 1987, como membro activo da mesma Comissão.
   Foi co-organizadora (com E. M. de Melo e Castro) da “Antologia da Novíssima Poesia Portuguesa”, nas suas 3 edições, e, depois, numa 4ª edição intitulada “Antologia da Poesia Portuguesa 1940-1977” (Círculo de Poesia da Moraes Editores).
      Foi Diretora da revista “PAIS”, de Novembro de 1990 a Novembro de 1993. Desde 1998 é Directora da revista “Super Bebés”.
   Foi Assessora do Provedor de Justiça, de 1993 a 1998, como criadora e responsável pela linha telefónica grátis “Recados da Criança”.
    Por volta dos anos 1995 e 1996 foi professora de Literatura Infantil, no Curso de Educadoras de Infância do Colégio João de Deus (Lisboa, Estrela).
    A convite da Fundação Calouste Gulbenkian deu, durante 1997, no Centro de Arte Infantil (CAI) um curso pós-laboral de “Expressão Poética”.
  E ainda, em 2002, a convite da Fundação Calouste Gulbenkian, fez conferências sobre “Leituras e Escritas do Nosso Dia-a-dia”, na intenção de uma descoberta e dinamização da Imaginação no nosso quotidiano, em 10 Câmaras Municipais, sob o título de “Re/visão da Matéria”, a cerca de 200/300 Professores, em sessões de 4 horas cada conferência.

Obras

Prosa


Quotidiana, 1943
Intervalo, 1952
Cântico de Barro, 1954
A Palavra Imperceptível, 1955
Oração de Páscoa, 1958
Água - Memória, 1960
A Pegada do Yeti, 1962
Os Mosquitos de Suburna, 1967
Conversas em Versos, 1968
Figuras, Figuronas, 1969
O poema disse ao poema, 1974
O Robot Sensível, 1978
Antologia da Novíssima Poesia Portuguesa, 1982
Semana sim, semana não, semana pumbas, 1998



Infanto-Juvenil




Clarinete, 1930

Ulisses, 1970

A Pedra Azul da Imaginação, 1975

A Chave Verde ou os Meus Irmãos, 1977

Semana Sim, Semana Sim, 1979

O Que É Que aconteceu na Terra

Um Peixe no Ar, 1980

Pedro Filipe,o menino trapalhão, 1984

Dez Dedos Dez Segredos, 1985

O retrato "em escadinha", 1985

À Beira do Lago dos Encantos, 1988

Quem faz hoje anos, 1988

Um Camaleão na gaveta, 1988

Sigam a Borboleta, 1996

100 Histórias de Todos os Tempos, Edições Asa 2003

Passinhos de Mariana, 2004

Camões, o Super Herói da Língua Portuguesa, 2010

 
 
Responde às perguntas sobre Ulisses e participa!

Deixa as tuas respostas na BE.





1.          Como se chamava a ilha grega onde vivia Ulisses? E qual   o nome da sua mulher?

2.   O que continha o saco oferecido por Eolo, o rei dos ventos, a Ulisses antes de seguir viagem para a sua ilha?

3.  Em que animal transformou a Feiticeira Circe os companheiros de viagem de Ulisses?

https://ulissesdiogofabioejose.weebly.com/livro-em-pdf.html

Sem comentários:

Enviar um comentário