quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Ação de Sensibilização

Baby Talk

A equipa de Pedopsiquiatria do Hospital D. Estefânia esteve na nossa Biblioteca, no dia 16 de outubro, para uma conversa alusiva à temática da primeira infância e das boas práticas parentais. 
As crianças sentem as emoções de forma mais intensa?
No início e no fim da sessão os nossos alunos do 12º ano responderam a um questionário acerca de crenças e mitos referentes às emoções, necessidades e desenvolvimento psicoafetivo dos bebés e à parentalidade. O objetivo desta avaliação foi o de apurar o impacto e satisfação relativamente ao projecto Baby Talks nos adolescentes que estiveram presentes.

A Dra. Salomé e a Sra. Enfermeira Lilia da UPI 



quinta-feira, 11 de outubro de 2018

Mês da Biblioteca Escolar

Outubro é o mês da Biblioteca Escolar!

Está atento às atividades que vamos desenvolver ao longo deste mês!


segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Autor do Mês

Mary Shelley


Mary Shelley
Mary Wollstonecraft Shelley, nascida Mary Wollstonecraft Godwin (Somers Town, Londres, 30 de agosto de 1797 — Chester Square, Londres, 1 de fevereiro de 1851), mais conhecida por Mary Shelley, foi uma escritora britânica, filha do filósofo William Godwin e da feminista e escritora Mary Woollstonecraft. Mary foi autora de contos, dramaturga, ensaísta, biógrafa e escritora de literatura de viagens, mais conhecida pelo romance gótico, Frankenstein or The Modern Prometheus (1818). Mary também editou e promoveu os trabalhos de seu marido, o poeta romântico e filósofo Percy Bysshe Shelley.


Percy Bysshe Shelley.
A mãe de Mary morreu após 10 dias do seu nascimento; ela e sua meia-irmã, Fanny Imlay, foram criadas pelo seu pai. Quando Mary tinha quatro anos, Godwin casou-se com uma vizinha, Mary Jane Clairmont. Godwin deu a Mary educação uma rica e informal, encorajando-a a aderir às suas teorias políticas liberais. Em 1814, Mary Godwin iniciou um relacionamento amoroso com um dos seguidores políticos de seu pai, o poeta Percy Bysshe Shelley. Junto com a sua irmã adotiva, Claire Clairmont, Mary parte para França e viaja pela Europa. De regresso a Inglaterra, Mary fica grávida de Percy. Durante os dois anos seguintes, o casal enfrenta o ostracismo, dívidas e a morte de uma filha prematura. Acabam por casar em 1816 após o suicídio da primeira mulher de Percy Shelley, Harriet. Em 1816, o famoso casal passa o verão em Genebra, Suiça, com Lord Byron, John William Polidori, e Claire Clairmont. É neste local que Mary concebe a ideia do seu romance Frankenstein. Os Shelleys deixam a Grã-Bretanha em 1818 e vão para Itália, onde o segundo e o terceiro filhos morrem antes do nascimento do seu último filho e único sobrevivente, Percy Florence. Em 1822, Percy Shelley morre por afogamento durante uma tempestade na Baía de La Spezia. Um ano depois, Mary Shelley regressa a Inglaterra, devotando-se, desde então, à educação de seu filho e à carreira como autora profissional. A última década da sua vida foi marcada pela doença, provavelmente causada pelo tumor cerebral que a viria a matar aos 53 anos de idade.

Em 2018, celebra-se o bicentenário de uma das obras precursoras da ficção científica – Frankenstein or The Modern Prometheus. Desde o início do século passado, Frankenstein tem sido amplamente adaptado no cinema aguardando-se um novo lançamento pela Universal Studios
Boris Karloff em Frankenstein de James Whale (1931)

Apesar do impacto que viria a ter posteriormente, a narrativa de Mary Shelley não teve uma receção amigável aquando da sua publicação, em 1818. O texto recebeu duras críticas à época do lançamento, inclusive pelo fato de ter sido escrito por uma mulher.



Obras:

Frankenstein or the Modern Prometheus (1818)
Mathilda (1819)
Valperga or the Life and Adventures of Castruccio, Prince of Lucca (1823)
Lodore (1837
Falkner (1837)
The Poetical Works of Percy Bysshe Shelley (1839)



Recentemente, estreou o filme intitulado Mary Shelley. Realizado  por Haifaa al-Mansour e escrito por Emma Jensen, o filme é baseado na história verídica da autora e apresenta-nos o contexto que dá origem ao romance gótico Frankenstein. Um retrato vivido de uma época onde a figura feminina luta pelo reconhecimento no meio literário predominantemente masculino.   

Vê o trailer aqui

https://frankenreads.org/event/mary-shelley-birthday-party/ (imagem de Mary Shelley)
https://www.bl.uk/people/percy-bysshe-shelley (imagem de Percy Shelley)
https://pt.wikipedia.org/wiki/Mary_Shelley

http://historicheroines.org/2016/05/17/mary-shelley/ (Retrato de Mary Shelley por Richard Rothwell)
https://cinecartaz.publico.pt/Filme/387557_mary-shelley
https://www.youtube.com/watch?v=T-WGaZaojFc

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Exposição Fotográfica


A decorrer a exposição Um Último Olhar por Mário Corado, finalista do Curso Profissional de Multimédia.


Boas Vindas

A BE da ESMP deseja a todos um ótimo ano letivo!

Não deixes de visitar este espaço! Um livro pode mudar a nossa vida!


Anna Forlati, (Ilustradora) I Libri di Maliq

 (O silêncio das bibliotecas): "um impressionante coral com milhões de vozes que atravessam os tempos, cuja audição nos avizinha do inesgotável e fascinante mistério da vida"
 ( D. José Tolentino Mendonça, Arcebispo e Bibliotecário do Vaticano in Jornal O Público, 1 setembro 2018)

segunda-feira, 13 de agosto de 2018